Grupo de amigos raspa a cabeça para ajudar garotinha que sofre de doença autoimune rara

Heloísa, de 4 anos, tem Alopecia, doença auto imune que causa a queda de cabelos.

| MIDIAMAX/CARLOS YUKIO


Heloísa, de 4 anos, recebeu o carinho de novos amiguinhos que mostram que o cabelo não importa para que ela seja quem quiser ser. (Reprodução, Arquivo Pessoal)

Pequenos gestos podem causar grandes mudanças, principalmente em pequenas pessoas. E foi esse o pensamento que influenciou um grupo de 7 amigos no último domingo (1º) a tornar a confiança de uma garotinha de 4 anos mais forte e mostrar que a beleza existe não só por fora, mas também por dentro.

Em 2019, o bar El Patron, preferido do grupo de amigos formado por Lucas Camargo, Matheus Lacerda, Bruno Verneque, Vinicius Ueti, Kaíque Leiria, Giovane Lima e Alyson Barbosa começou a ter um novo dono. Nilson, e sua esposa Leticia Floreste, acabaram entrando para a roda de amigos. Com eles veio também a pequena Heloísa, apelidada de “princesa Helô”, filha do casal.

“A ideia surgiu quando, na semana passada, domingo, nós estávamos no El Patron, bar do Nilson, pai da Helô, e percebemos que o cabelo dela tinha caído de novo. Então o Lucas deu a ideia de todos nos rasparmos o cabelo pelas mãos dela. Conversamos com o Nilson, ele apoiou na hora e disse que ela ia gostar. Procurei o Willian, amigo meu da barbearia Trinca, para emprestar a máquina pra gente raspar, mas além de topar ele se disponibilizou a ajudar a terminar o corte e cedeu o espaço da barbearia pra gente”, conta um dos amigos Kaíque Leiria.

Helô possui uma doença autoimune chamada Alopecia, que acomete de 1% a 2% da população e pode surgir em qualquer idade. A condição é caracterizada por perda de cabelo ou de pelos em áreas arredondadas ou ovais do couro cabeludo ou em outras partes do corpo (cílios, sobrancelhas, barba, por exemplo).

O grupo de amigos então decidiu raspar a cabeça para que a garotinha ficasse mais confortável. Segundo eles, ela ficava tímida e com vergonha de ficar no bar. Para isso, a própria Helô raspou a cabeça dos novos amiguinhos que ficaram igual a ela. No fim tudo acabou em pizza.

“O Nilson, pai dela, contou pra mim que ela tinha ficado super feliz que o ele tinha raspado a cabeça também. Então conversei com o tio dela, o Leó, e falei ‘cara, vamos raspar todo mundo para ela ficar à vontade’.O Nilson, pai dela e meu amigo, se emocionava toda vez que via a gente careca. Com certeza a gente marcou a vida dela e ela marcou a nossa. Foi um dia inesquecível! Estamos muito felizes', conta Lucas Camargo, que organizou a ação.

“A nossa proposta foi mostrar que ela era linda de qualquer jeito e que ela não precisava ficar envergonhada por ter caído o cabelo dela. O mais importante foi, além de ver ela super feliz depois do que aconteceu e brincando um monte com a gente, coisa que nunca tinha acontecido, foi ver os pais dela felizes também. Parecia que era o dia mais feliz deles, de tanto que eles choravam', relembra Lucas. 

Confira algumas das fotos abaixo:



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE