Governador de MS anuncia que pagamento de água será suspenso por 90 dias

Medida só é válida para atendidos pela Sanesul.

| MIDIAMAX/EVELIN CáCERES


Reinaldo Azambuja em coletiva (Arquivo Marcos Ermínio, Midiamax)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (23) que o pagamento para os beneficiados pela tarifa social será suspenso por 90 dias, para os 68 municípios atendidos pela Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul). Também fica proibida de fazer o corte no fornecimento de água por três meses. 

A medida será tomada por conta de paralisações em algumas cidades do Estado. O governo orienta as pessoas a permanecerem em casa, mas não apoia o fim da circulação de mercadorias e serviços. O anúncio foi feito em entrevista ao vivo por emissora de sinal aberto.

Sobre a Energisa, Reinaldo explicou que nesta terça-feira (24) deve acontecer ma reunião do Governo Federal para determinar medidas em relação a distribuição de energia e pagamentos.

Ainda sobre a distribuição de água, as pessoas que estão fora da taxa social poderão renegociar suas dívidas neste período, mas casa caso será analisado individualmente.

Gás natural

Também nesta segunda-feira, a diretoria-executiva da MSGás deliberou por interromper por prazo indeterminado as suspensões e cortes de clientes do gás natural, salvo em casos de manutenção. A decisão vale até o retorno da normalidade, anunciado pelas autoridades sanitárias.

Merenda

Durante a entrevista, Reinaldo Azambuja ainda falou sobre a merenda de alunos em situação de vulnerabilidade social. “As secretarias de Assistência Social (Sedhast) e Educação (SED) estão normatizando o kit merenda. Vamos disponibilizar para que o aluno não tenha deficiência alimentar. Isto está sendo normatizado, tanto para estudantes como também para famílias em vulnerabilidade em todo o Mato Grosso do Sul”, ressaltou.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE