Golpistas usam perfil fake da polícia para enganar vítimas

Com perfil falso no Instagram, golpistas rastreavam vítimas em tratamento em hospitais ou que recorreram à Delegacia Virtual.

| SILVIA FRIAS / CAMPO GRANDE NEWS


Este ano, Polícia Civil registrou 1,1 mil boletim relacionados a crimes virtuais (Foto/Divulgação)

Os golpistas encontraram no período de pandemia do novo coronavírus (covid-19) mais uma chance de enganar a população e, desta vez, criaram perfil falso da Polícia Civil e usavam nome de hospitais para pedir “pagamento extra' para realização de exames de urgência e compra de insumos por conta da demanda criada com a doença.

Este ano, a Polícia Civil em MS já registrou 1.189 ocorrências variadas praticadas no ambiente cibernético. Somente os crimes de estelionato, foram 329 de janeiro a abril deste ano e, especificamente no período de pandemia, de 16 de março a 20 de abril, foram 68.

Um desses golpes foi diretamente relacionado à pandemia, com a criação no Instagram do perfil “Políciacivil.ms'.

Com o perfil, os golpistas adicionavam as pessoas que acabavam dando munição a eles, ao publicarem fotos ou informações de que estão internadas ou tratamento em hospitais ou clínicas.

Os golpistas entravam em contato com as instituições e conseguiam obter dados pessoais dos pacientes. Depois, se passando por representante do hospital, entravam em contato e pediam a eles ou parentes o depósito, alegando que a demanda extra foi gerada por conta das internações geradas em decorrência da covid-19.

Outra variação do golpe foi rastreada em Nova Andradina, em que os golpistas usavam o perfil no Instagram para rastrear possíveis vítimas. Nesses casos, conseguiam encontrar pessoas que haviam registrado boletim de ocorrência virtual por furto de documentos ou objetos pessoais.

As vítimas recebiam email com link falso da Delegacia Virtual, em que era pedido complementação de dados e, assim, acabavam abrindo caminho para golpistas acessarem informações como dados bancários.

A Polícia Civil alerta a população para que fique atenta à possíveis golpes e adote rotinas que auxiliem na prevenção deste tipo de golpe. Dúvidas sobre o funcionamento da Delegacia Virtual - Devir podem ser esclarecidas pelo telefone 3318-7981.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE