Atirador baleou criança de quatro anos na cabeça ao abrir fogo para matar ex-mulher

Praticados com um revólver calibre 38, os crimes teriam sido praticados porque Rosemir não aceitava o fim do relacionamento amoroso com Lucineide.

| DOURADOSNEWS / ANDRé BENTO


Atirador abriu fogo contra grupo de pessoas para matar ex-mulher - Crédito: Dourados News

O atirador identificado como Rosemir Fernandes, de 52 anos, que matou a ex-mulher Lucineide Maria dos Santos e depois se matou no altar da Igreja São José, em Dourados, deixou rastro de destruição ao abrir fogo contra grupo de pessoas que estava na frente de uma casa localizada na Rua Rangel Torres, na Vila Mari.

Além da vítima fatal, ele baleou uma criança de quatro anos de idade na cabeça e outra de 10 anos no peito. Uma outra mulher, identificada como Luzia, de 32 anos, também ficou ferida, e um homem chamado Dhionatan levou um tiro na perna.

No local da barbárie, as imagens captadas pelo Dourados News mostram que aparentemente as vítimas consumiam narguilé quando foram surpreendidas pelo atirador. Próximo ao corpo de Lucineide, uma cadeira de fio estava caída para trás com um dos pés torcido, havia calçados e uma motocicleta tombada, além da poça de sangue.

As vítimas que sobreviveram ao ataque foram socorridas e levadas ao Hospital da Vida. O assassino, depois do rastro de destruição, pilotou uma moto até a Igreja São José, entrou, caminhou até o altar e cometeu suicídio ao disparar um tiro contra a própria cabeça.

Praticados com um revólver calibre 38, os crimes teriam sido praticados porque Rosemir não aceitava o fim do relacionamento amoroso com Lucineide.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE