Bandido que assaltou agência do BB usava máscara de látex imitando rosto

Homem foi filmado por câmera de segurança, mas não foi possível identificar o rosto.

| MARTA FERREIRA E HELIO DE FREITAS / CAMPO GRANDE NEWS


Câmera filmou rosto de bandido, mas a falta de expressão denunciou uso de máscara de látex. (Foto: Reprodução de vídeo)

Os três bandidos que assaltaram nesta quarta-feira (29) a agência do Banco do Brasil em Nova Alvorada do Sul, município a 120 quilômetros de Campo Grande, usavam máscaras. A de um deles era de látex, imitando rosto humano.

Todos continuam foragidos, com o dinheiro levado, em torno de R$ 700 mil conforme identificou o trabalho jornalístico. Eles estavam num Voyage prata, filmado por câmeras de segurança, mas cuja placa não foi identificada, além de possivelmente ser fria.

Um dos ladrões chegou a ter o rosto filmado pelas câmeras de segurança, mas a proximação da imagem revelou que não havia expressão facial humana. Além disso, foram percebidas protuberâncias do material no pescoço dele. Aí foi identificada a presença da máscara de látex.

'São profissionais, e estudaram algum tempo antes a unidade do banco, para cometer o crime', afirmou à reportagem uma fonte policial.

Eram quatro. Um ficou no carro usado, um Voyage, e os outros três invadiram a agência durante a madrugada e ficaram escondidos no prédio.

O lugar tem segurança falha, sem cerca elétrica ou concertina. Os bandidos esperam o alarme ser desativado para iniciar a ação, surpreendendo os funcionários quando entraram.

Obrigaram todo mundo a deixar no chão e fizeram o gerente abrir o cofre, de onde queriam pegar quantia milionária depositada por empresa da região para pagar funcionários.

Em fuga - A reportagem apurou que a suspeita é de que os três bandidos estejam na área rural entre Campo Grande e Nova Alvorada, que é extensa.

A cidade é cortada pela BR-163, que leva tanto ao norte quanto ao sudeste do País, mas as equipes suspeitam que o trio de assaltantes fugiu em direção a Campo Grande.

A força tarefa inclui policiais civis e militares, das unidades da região e da Capital, entre elas o Bope (Batalhão de Operações Especiais), o Batalhão de Choque e o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros). A PRF (Polícia Rodoviária Federa) também está cooperando com as buscas.

A agência fechou ontem e ainda não há previsão se vai abrir hoje.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE