Ex-funcionária faz limpa em closet de mansão e leva R$ 100 mil em joias

As joias furtadas foram vendidas por R$ 5 mil para um ourives na Rua 13 de Maio. Os objetos foram recuperados pela polícia.

| VIVIANE OLIVEIRA / CAMPO GRANDE NEWS


Fachada do Damha III, localizado na saída de Três Lagoas, em Campo Grande (Foto: divulgação/Campo Grande News)

Funcionária doméstica de 31 anos foi presa em flagrante após furtar R$ 116 mil em joias de closet da mansão de sua ex-patroa no residencial Damha III, localizado na saída para Três Lagoas, em Campo Grande. A mulher, que tem passagem pela polícia por violência doméstica quando era adolescente, vai passar por audiência de custódia nesta manhã na Justiça, para definir se ficará presa esperando o andamento do inquérito ou se poderá responder em liberdade.

Conforme o auto de prisão em flagrante, a vítima de 44 anos contou à polícia que ao retornar da chácara na noite do último domingo (13), percebeu que havia sido levado de seu closet uma mala de viagem, que continha vários objetos de valores, como joias de ouro e relógios.  Foram levados, segundo a moradora, cinco anéis, três brincos, três pulseiras, duas correntes e oito pingentes, além de outros produtos.

A mulher relatou à polícia que trabalhou na casa da vítima de junho do ano passado até fevereiro deste ano. Atualmente trabalhava em outra residência no mesmo condomínio. No sábado, por volta das 11h30, ao passar em frente da casa da ex-patroa e perceber que não tinha ninguém resolveu furtar.

Para não deixar pistas, a ex-funcionária desligou o padrão de energia elétrica para não ser flagrada pela câmera de segurança do imóvel. Ela, então, entrou na casa e foi direto ao quarto. Usando faca, cortou a mala vermelha onde a vítima guardava dinheiro e joias.

Indagada sobre o que havia furtado, respondeu que levou três relógios e um punhado de joias. Parte dos objetos foi vendido por R$ 5 mil para um ourives na Rua 13 de Maio.  As joias foram recuperadas. O restante dos produtos furtados foram apreendidos na casa da amiga da suspeita. Ao ser presa por policiais da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos na manhã de ontem (14) em casa, a mulher confessou o crime. Ela e a família estava de mudança para Santa Catarina.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE