Para evitar epidemia, prefeitura lança campanha contra Aedes Aegypti

Saúde em Fátima do Sul realizou blitz educativa de de conscientização à população.

| RADAR MS


Com o objetivo de mobilizar os fatimassulenses para a prevenção da proliferação do mosquito Aedes Aegypti e evitar uma epidemia, a Prefeitura de Fátima do sul, junto com a Secretaria Municipal de Saúde, Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar lançaram a campanha DIA D neste sábado (21).

O tema da campanha: ''O Dia D de combate à Dengue, Chikungunya e Zika'', que integra a Campanha “Aproveite a Quarentena e Limpe o seu Quintal”. Que tem como intuito chamar a atenção da população e mostrar que os riscos de uma nova epidemia atingir a cidade são reais, além de conscientizar de que é preciso que cada um faça sua parte, mantendo quintais limpos e recolhendo materiais que podem ser potenciais criadouros do mosquito. 

A proposta do Dia D, assim como as demais ações previstas, são essenciais para a conscientização. Vamos aproveitar que muitas pessoas estão ficando em casa por conta da pandemia da Covid-19, para intensificar a guerra contra o mosquito.

Dia D

Como ação estratégica para reduzir os focos do mosquito Aedes aegypti e orientar a população sobre os cuidados para se evitar acúmulo de lixo e resíduos que possam contribuir para formação de criadouros do mosquito, foi realizado blitz educativas em pontos estratégicos, com trabalho de conscientização à população de Fátima do Sul. 

Dengue

A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que também é responsável por transmitir duas graves enfermidades: a Zika e a Febre do Chikungunya. Para controlar a proliferação do mosquito é preciso evitar água parada, em qualquer época do ano, mantendo bem tampado tonéis, caixas e barris de água, caixas d’agua; acondicionar pneus em locais cobertos; remover galhos e folhas de calhas; não deixar água acumulada sobre a laje; encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana e fazer sempre a manutenção de piscinas.

Além disso, é importante trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana; colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas; fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais; manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo; tampar ralos; catar sacos plásticos e lixo do quintal, entre outras medidas que impeçam o acúmulo de água e de sujeiras.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE