Covid-19 cresce entre jovens e mais de 2,5 mil são infectados em 20 dias

Pessoas das faixas dos 20 aos 39 anos são as mais atingidas pela doença na Capital.

| TAINá JARA / CAMPO GRANDE NEWS


Bares estão lotados, apesar de recomendado o isolamento social (Foto: Arquivo)

Principais frequentadores de baladas e barzinho, além de mão de obra representativa do comércio, os jovens preocupam as autoridades de Saúde. A covid-19 cresce entre eles, com mais de 2,5 mil contaminados, entre 20 e 39 anos, apenas nos últimos 20 dias, em Campo Grande.

Nos últimos dias, a equipe técnica da Secretaria de Saúde observou um aumento expressivo da contaminação de pacientes mais jovens, entre 20 e 39 anos.

“Hoje, de cada 100 testes, 30% dão positivo. Este percentual, até alguns dias atrás, era de 23% a 25%. Nossa preocupação é que daqui a pouco estes jovens passem a contaminar avós, pais, tios, de 60 anos ou mais, criando a necessidade de mais leitos e até o aumento da letalidade', explicou o secretário de Saúde, José Mauro.

De acordo com dados divulgados no boletim epidemiológico da secretária, o aumento nos últimos 20 dias, nas faixas entre 20 e 39 anos foi de 15,2%, ou seja, 2.531 casos. O número foi de 16.631 para 19.162.

A faixa dos 30 e 39 anos é a mais atingida. Os casos saltaram de 9.320 para 10.615 e representam 24,88% dos casos.

Entre os jovens de 20 e 29 anos, o caso saíram de 7.312, no começo do mês, para 10.615, nesta quarta-feira o que representa 20,03% dos contaminados. É a terceira mais atingida perdendo por pouco para as pessoas entre 40 e 49 anos, onde os casos chegaram a 8.556 (20,05%).

As pessoas de 50 a 59 anos respondem por 13,9% das contaminações. Considerados do grupo de risco, os idosos com mais de 60 anos, correspondem a 12,76% dos contaminados. Entre bebê e jovens até 19 anos, os casos não chegam a 10%.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE