Veterinário que matou ex-cunhado na frente do filho, tem prisão preventiva decretada

“O que você está olhando seu bosta, seu merda, eu vou te pegar ainda', teria dito a vítima ao autor.

| JD1 NOTíCIAS/MARCOS TENóRIO


Revólver foi apreendido pela Polícia Militar   (Divulgação)

José Bernardino Prado Lo Pinto, de 25 anos, acusado de matar a tiros o ex-cunhado Erick Wagner Batista Inserra, de 41 anos, com pelo menos quatro disparos, teve o flagrante convertido em prisão preventiva, durante audiência de custódia na manhã desta quinta-feira (3).

O médico veterinário José Bernardino, disse em depoimento a polícia, “fiquei cego”, ele falou ainda que o sangue subiu, durante a discução com a ex-sogra o ex-cunhado, que aconteceu, na Travessa Dunas, no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande.

Segundo o depoimento de José, a vítima foi até a casa dele buscar o filho, o menino acabou se lembrando que esqueceu o seu vídeo game, ao ir buscar, Erick teria dito, “o que você está olhando seu bosta, seu merda, eu vou te pegar ainda”.

Ele contou que Erick e sua irmã foram casados e se separaram há quase 1 ano e desde então eles brigavam muito por causa dos bens da família e de ambos. Erick teria passado todos os bens no nome da ex-mulher, o que gerou muita briga, confusão e ameaça.

o ex-cunhado teria ameaçar a mãe José. Segundo ele, as ameaças eram feitas pelo WhatsApp, messenger e diversas ligações. Ele informou que não aguentava mais as ameaças, nem as brigas. 

Foi quando José Bernardino pegou uma arma dentro de sua casa. Neste momento, Erick saiu correndo e o autor saiu atrás atirando nele, acertando ao menos 4 tiros na vítima, que morreu no local.

O filho de Erick que foi buscar o vídeo-game presenciou o homícidio. José ficou no local após o crime e foi preso em flagrante pelos Policiais Militares, com a arma do crime. E após audiência de custódia, José teve a prisão preventiva decretada.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE