Covid-19: Taxa de contágio sobe, mesmo com vacina população deve se cuidar

A taxa de contágio da doença que fez 1.031 novos casos subiu para 1,03, número acima do ideal.

| JD1 NOTíCIAS/SARAH CHAVES


O Estado de Mato Grosso do Sul já começou a imunizar os grupos prioritários com a vacina contra a Covid-19, mas até a imunização geral no Estado, os casos da doença e mortes continuam sendo registrados.

A Secretaria de Estado de Saúde informou na manhã desta quarta-feira (20), a confirmação de 1.031 mil casos da Covid-19, o que reforça a necessidade de continuar mantendo as medidas de restrição e biossegurança, como evitar aglomeração, usar máscara corretamente e higienização das mãos.

A taxa de contágio da doença subiu para 1,03, um número alto e acima  do ideal de apenas 1,  segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, que reforçou os cuidados que a popualção deve ter, até porque as 158 mil doses da vacina que chegou em MS esta semana, ainda não é para a população geral.

Dos casos novos, 338 são de Campo Grande, 160 de Dourados, 43 em Corumbá, 35 em Ponta Porã e fechando o topo das cidades com mais casos em 24h vem Naviraí com 27 confirmações.

Mato Grosso do Sul, ainda registrou 18 novas mortes, sendo a mais nova delas uma mulher de 27 anos de Maracaju, que já apresentava comorbidade, e morreu três dias após testar positivo para a doença. Campo Grande teve 7 óbitos registrados por Covid-19 nesta quarta, Dourados e El Dorado tiveram dois, enquanto Bonito, Cassilândia, Corumbá, Jardim, Paranaíba, Maracaju e Paranaíba tiveram um.

O estado já teve 153.057 mil infecções desde o início da pandemia, dos quais 136.971 já foram recuperados, sendo 599 com registro de recuperação em 24h. Dos infectados, 540 estão internados no Estado que tem 43% de taxa de ocupação nos leitos clínicos dos hospitais e 76% dos leitos de UTI.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE