'Se chegar hoje, vacinas serão entregues amanhã', diz Bolsonaro

Presidente também disse que vacina é voluntária por não ter 'nada comprovado cientificamente'.

| JD1 NOTíCIAS/GABRIELLY GONZALEZ


Jair Bolsonaro sobre as vacinas contra a Covid-19 a jornalistas nesta sexta   (CNN Brasil)

Nesta sexta-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou sobre a chegada das doses da vacina de Oxford, desenvolvida com a farmacêutica AstraZeneca. 'Eu não falo datas. A imprensa internacional falou que hoje à noite chega o avião com as 2 milhões de doses da AstraZeneca em Guarulhos, essa é a informação que tenho', disse o presidente.

'Se chegar hoje à noite, amanhã mesmo começa a chegar no seu destino [estados],” pontuou Bolsonaro. No entanto, segundo o analista da CNN Igor Gadelha, os imunizantes de Oxford que chegarão da Índia só devem ser distribuídos pelo Ministério da Saúde aos estados após as caixas passarem por um processo de rotulagem. De acordo com a Fiocruz, o processo deve ocorrer no sábado (23) e durar de três a quatro horas. 

Bolsonaro contou que esteve com o embaixador da Índia na semana passada, além de ter conversado com o embaixador da China, 'entre outras autoridades'. 'Mas são conversas reservadas e lamento não poder divulgar a vocês', afirmou.

Além disso, o presidente ressaltou que a vacina contra Covid-19 não será obrigatória e, sim, voluntária. 'O que eu tenho observado é que ainda tem muita gente que tem preocupação com a vacina. Deixo bem claro: ela é emergencial, eu não posso obrigar ninguém a tomar a vacina', declarou.

'Ela tem que ser voluntária, afinal de contas, não está nada comprovado cientificamente com essa vacina ainda”, alega o presidente.

Bolsonaro ainda comentou brevemente sobre a logística para a distribuição da segunda dose dos imunizantes. 'A logística é feita pelo general Pazuello, ministro da Saúde, juntamente com o ministro da Defesa. Entregamos tão logo a Anvisa aprovou. As pessoas dizem que eu era contra a vacina; eu era contra a vacina sem passar pela Anvisa. Passou pela Anvisa, não tem mais o que discutir, tenho que distribuir', disse.

 


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE