Funcionária é chamada de 'macaca' em posto de combustível da capital

'Então fica você no meu lugar, se você se acha competente, se eles quiserem uma macaca igual você ali dentro, né?', teria dito autora.

| JD1 NOTíCIAS/MARCOS TENóRIO


Uma mulher de 32 anos funcionária de um posto de gasolina na região da Chácara Cachoeira, em Campo Grande, foi chamada de macaca por uma colega de serviço. O crime aconteceu na última quarta-feira (14), mas ela procurou a delegacia para denunciar caso de racismo, após ter entrado em vias de fato com a autora.

De acordo com o boletim, a vítima informou que trabalha desde setembro no posto de combustível, e que o estabelecimento contratou uma nova funcionária para assumir o caixa da empresa, com quem ela se desentendeu.

Ela teria ido questionar quem assumiria o caixa na empresa, aconteceu uma discussão entre as duas. Segundo a vítima, a autora teria dito a seguinte frase: 'então fica você no meu lugar, se você se acha competente, se eles quiserem uma macaca igual você ali dentro, né?'.

Na quinta-feira (15), elas voltaram a discutir, quando a agressora da injúria racial teria puxado o braço da funcionária e dado um tapa no rosto dela, que revidou.

A funcionária agredida relatou que há câmeras de segurança que flagraram toda a ação. O caso foi registrado como injúria e vias de fato na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Cepol.


Curta a página JORNAL RADAR MS e seja o primeiro a saber de todas as notícias do Mato Grosso do Sul.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE